Cursos EaD

NR35 – Trabalho em Altura (Reciclagem)


Características do curso

  1. Tutor Especialista
  2. Conteúdo e Exercícios interativos
  3. Narração Profissional
  4. Animação 3D
  5. Vídeo
  6. Certificado

Dificuldade

Apropriado para todos os públicos: básico, intermediário, avançado.


Dispositivo

Desktop.


Público alvo

O curso foi desenvolvido para empresas que necessitam adequar-se à legislação cumprindo as NRs obrigatórias.


Duração

04h 00min


Modalidade

A distância


Aproveitamento requerido

Mínimo de: 70,00%


Certificado

Possui certificado válido em todo Brasil. O Certificado é automaticamente disponibilizado para o aluno após ele concluir o curso com aprovação. Para ser aprovado neste treinamento é necessário conquistar no mínimo 70% de acertos na prova de suficiência.


Objetivo

Um curso que aborda as principais especificações relacionadas ao trabalho em altura. Está em conformidade a Norma Regulamentadora – NR 35 e possui certificado válido em todo Brasil – portaria 008/02 da Secretaria de Estado da Educação e do Desporto de Santa Catarina. Neste curso, o aluno será capacitado para atuar com segurança no trabalho em altura correspondente à sua função.


Conteúdo

Unidade 1

  • Trabalho em altura;
  • Normas e Regulamentos aplicáveis;
  • Obrigações do empregado x empregador.

Unidade 2

  • O que é trabalho em altura;
  • Análise de risco;
  • Medidas Preventivas;
  • Permissão de trabalho.

Unidade 3

  • Equipamentos de proteção individual;
  • Tipos de equipamentos;
  • Equipamentos de proteção coletiva;
  • Inspeção;
  • Pontos de ancoragem.

Unidade 4

  • Equipamentos de trabalho em altura:
  • Andaime fixo e móvel;
  • Escadas.
  • Técnicas de acesso por corda:
  • Utilização de corda
  • Seleção, inspeção, manutenção e armazenamento do equipamento de acesso por corda;
  • Outros equipamentos para trabalho em altura:
  • Plataformas móveis elevatórias (PME);
  • Como usar as PME;
  • Instalar, montar, manter e verificar uma plataforma PME;
  • Plataforma suspensas (Cesto);
  • Cesto suspenso.

Unidade 5

  • Acidentes típicos;
  • Condutas em situação de emergência;
  • Condições básicas de resgate em altura;
  • Classificação da segurança;
  • Fases táticas do salvamento em altura.

Unidade 6

  • Avaliação geral;
  • Avaliação / dimensionamento e gerenciamento da cena;
  • Avaliação inicial do paciente;
  • Avaliação dirigida;
  • Avaliação dirigida para trauma;
  • Avaliação dirigida para emergência médica;
  • Roteiro de entrevista;
  • Avaliação física detalhada;
  • Avaliação ou assistência continuada.

Unidade 7

  • Parada respiratória e parada cardíaca:
  • Parada respiratória;
  • Técnica de abertura das vias aéreas;
  • Obstrução das vias aéreas por corpo estranho;
  • Manobras para OAVCE;
  • Suporte ventilatório;
  • Parada cardíaca;
  • Ressuscitação cardiopulmonar;
  • Manobras RCP em lactantes;
  • Sinais de morte;
  • Repercussões psicológicas relacionadas à morte de pacientes.

Unidade 8

  • Simulador de RCP

Unidade 9

  • Hemorragia e estado de choque;

Unidade 10

  • Ferimentos em tecidos moles;

Unidade 11

  • Queimaduras e emercgências ambientais;

Unidade 12

  • Traumas em extremidades e imobilização provisória;

Unidade 13

  • Introdução à segurança elétrica.

O Treinamento NR35 – Trabalho em Altura será ministrado em duas etapas: Teórica Online e Prática Presencial.


Metodologia

O curso pode ser realizado no formato EAD, Presencial ou combinado (EAD+Presencial). Dispõe de uma unidade de ensino totalmente interativa, desenvolvida em computação gráfica e com conteúdo acessível para todos os níveis profissionais. Possui exercícios, fórum e prova de suficiência para emissão de certificado. O aluno conta com apoio e orientação de um tutor-especialista durante todo o curso.


Responsabilidades do Empregador

A capacitação em Segurança e Saúde no Trabalho (SST) estipulada em Normas Regulamentadoras (NR) do Ministério do Trabalho, (MTb) apresenta especificidades por ser dirigida a uma relação de emprego, em que figuram o empregador e o trabalhador, sendo de responsabilidade do empregador fornecer capacitação para prevenção de doenças e acidentes de trabalho.

Geralmente as NRs estipulam carga horária, periodicidade, conteúdo programático e requisitos quanto à formação do profissional responsável pela capacitação. Assim, compete ao empregador realizar a capacitação em SST, adotando os parâmetros estipulados pela NR, sendo responsável pela organização, execução e gestão da capacitação, estando aí incluídas questões como local para realização, elaboração de material didático, o projeto pedagógico do curso, os métodos de avaliação e a seleção dos profissionais para ministrar o curso.

Como a capacitação em SST é obrigação trabalhista a ser fornecida pelo empregador a seus trabalhadores em razão dos riscos oriundos da atividade explorada, é de inteira responsabilidade do empregador garantir sua efetiva implantação, sujeitando-se às sanções administrativas cabíveis em caso de uma capacitação não efetiva ou ainda pela capacitação de má qualidade que não atenda aos requisitos da legislação.

É indispensável observar que, ainda que se opte pela realização de capacitação em SST por meio de EaD ou semipresencial, é salutar que toda capacitação seja adaptada à realidade de cada estabelecimento. É que o trabalhador está sendo capacitado pelo empregador para atuar em determinado espaço, logo, uma capacitação genérica não irá atender às peculiaridades de toda e qualquer atividade econômica.

O empregador responde pela capacitação quando é ministrada diretamente por membros da própria organização, ou mesmo quando a capacitação for terceirizada à empresa especializada.

Cursos EaD

NR17 – Levantamento e Transporte Manual de Cargas

Prevenção e Combate à COVID-19

NR17 – Ergonomia