Edição nº 40 – 30 anos da Sercon

Edição 40 | 4 de março de 2020

 

Olá,

Com muito trabalho e parceria, chegamos aos 30 anos de mercado na área de SST. Esse é um marco para a Sercon, que carrega a experiência de centenas de clientes satisfeitos e de milhares de vidas preservadas. E a expectativa é grande para este ano.

Tudo porque 2020 promete trazer muitas novidades. Você deve ter percebido que nosso boletim, por exemplo, está de cara nova. Também já estamos com as datas abertas para os treinamentos de CIPA abertos e inauguramos nossa página no Instagram (segue a gente por lá). Mas as surpresas não param por aí, pois estamos preparando várias a serem divulgadas ao longo do ano.

E não é só a Sercon que está mudando este ano. Os eventos de SST finalmente têm data para serem implementados no eSocial. O governo federal está promovendo uma série de revisões nas Normas Regulamentadoras, com auxílio de profissionais da área. Isso sem falar nas diversas ações de desburocratização que ainda serão publicadas.

Estamos atentos a todas essas modificações para sempre oferecer o melhor serviço a você. Obrigado por nos acompanhar ao longo desses anos e prometemos uma conversa bem mais próxima a partir de agora.

Carlos Luiz Souza

Diretor da Sercon

Substâncias psicoativas: como as empresas podem realizar a prevenção?

Nesses 30 anos de experiência na área de Segurança e Saúde do Trabalho, temos observado que ainda é grande o número de trabalhadores que utilizam substâncias psicoativas dentro e fora do trabalho – sejam elas lícitas ou ilícitas. As pesquisas mostram que esse é um problema que não vê distinção de classe social e faixa etária, trazendo uma série de prejuízos pessoais, econômicos e sociais para todos os envolvidos.

As empresas são importantes atores nesse processo de prevenção ao uso de substâncias psicoativas, sendo responsáveis por cuidar da saúde física e mental dos trabalhadores. Sabemos, porém, que há uma grande dificuldade na detecção do problema. Os indícios são muito subjetivos, o que aumenta a responsabilidade da empresa em evitar abordagens constrangedoras. Afinal, não estamos falando de uma questão meramente moral, mas sim de prevenção e bem-estar. Isso significa conseguir a implicação subjetiva do colaborador para garantia de resultados.

Por isso, a implementação de um Programa de Prevenção ao Uso de Substâncias Psicoativas é tão importante. Preparamos um material completo sobre esse assunto, para que você possa entender a dimensão do problema e como devem ser feitas as ações preventivas. Leia o post completo aqui.

Qual a importância dos exames periódicos?

Ainda pensando em ações de prevenção que as empresas devem desenvolver, precisamos conversar sobre a realização dos exames periódicos. Previstos na Norma Regulamentadora 7, eles acabam sendo menos comentados do que o admissional e o demissional, mas possuem um papel essencial dentro dos programas de SST. Mais do que uma mera obrigação legal, esses exames são uma das principais fontes para detectar possíveis doenças ocupacionais.

Para isso, porém, os empregadores precisam ficar atentos às exigências e aos prazos para cada situação. Em nosso site apresentamos todos os detalhes para que você possa garantir o bem-estar de seus colaboradores. Clique aqui e leia a matéria.

Como calcular o adicional de insalubridade

Uma dúvida que recebemos com frequência envolve a maneira correta de calcular o adicional de insalubridade. A confusão se dá porque ainda há uma insegurança jurídica sobre qual base deve ser utilizada no cálculo: o salário-mínimo ou o salário-base da região.

Para elucidar essa questão, fizemos uma análise completa da legislação para explicar qual o entendimento jurídico mais aceito atualmente e mostramos, com exemplos práticos, como deve ser feito o cálculo.

Importância da calibração da cabine audiométrica

Para garantir que os resultados dos exames audiométricos realizados pela Sercon representem a realidade de forma mais fidedigna, temos uma preocupação constante com a qualidade dos nossos equipamentos. E se muitos falam sobre a importância de se calibrar o audiômetro – utilizado para medir o limiar auditivo do paciente –, nós também nos atentamos à calibração da cabine audiométrica.

Pouco existe na legislação sobre esse assunto, mas entendemos que até mesmo a mudança de lugar pode afetar os resultados obtidos. Por isso estamos atentos a cada variação e fazemos controles mensais para garantir o melhor serviço para você. Quer ver como fazemos isso? Veja o post completo em nosso site.

COMPARTILHE

Rua dos Carijós, 150 – Cj. 1403 – Centro | Belo Horizonte/MG | CEP 30.120-060
contato@serconmed.com.br | (31) 3271-3267 | www.serconmed.com.br

Produzido por Prefácio

Abrir o chat
Precisa de ajuda?