Edição nº 48 – Cuidados com a nova onda de Covid-19

Edição 48 | março/abril de 2021

 

Olá, leitor!

Passamos por dois meses difíceis no enfrentamento à Covid-19. O aumento dos casos e o novo fechamento de serviços não essenciais impactou a saúde física e mental dos colaboradores – seja pelas perdas pessoais, pelo reforço nos cuidados sanitários ou pelas incertezas geradas pelo novo cenário. As consequências serão sentidas em curto, médio e longo prazo. Logo, cabe às empresas estarem atentas aos sinais e criarem ações preventivas para garantir a segurança e o bem-estar de todos.

A chegada gradual da vacina tem sido um alento em meio ao turbilhão de notícias ruins. No momento em que enviamos este boletim, o grupo de risco já recebia a segunda dose em Belo Horizonte. A imunização desse contingente nos dá esperança de que em breve a vacina chegue para todos, mas, até que isso ocorra, cada um deve fazer sua parte para evitar a disseminação da doença.

Não por acaso, portanto, produzimos uma matéria especial sobre os cuidados necessários em ambientes fechados, já pensando na chegada do inverno. Também trouxemos um conteúdo exclusivo sobre o papel do psicólogo nas equipes de SST, uma vez que estes profissionais são essenciais para o enfrentamento das doenças mentais, que tendem a se agravar nesse período. Além disso, abordamos com mais detalhes como manter um home office ergonomicamente adequado e compilamos tudo que você precisa saber sobre a LTCAT.

Boa leitura!

Carlos Luiz Souza
Diretor da Sercon

Cuidados com ambientes fechados

Estamos quase no inverno, época do ano em que tradicionalmente aumentam os casos de doenças respiratórias no país. Neste ano, temos novamente o agravante da Covid-19, que atingiu níveis alarmantes entre março e abril e causa preocupações para os meses mais frios e secos.

Como muitas empresas têm retomado as atividades presenciais, levantamos algumas dicasque podem contribuir para prevenir a disseminação de vírus em ambientes fechados. Dessa forma, será possível controlar melhor os casos de gripe, alergias respiratórias e, claro, de Covid-19.

Saiba mais

Como montar um escritório ergonômico em casa

Se até pouco tempo o home office parecia uma questão provisória, uma alternativa para lidar com a pandemia, aos poucos o regime tem se mostrado uma opção cada vez mais viável para as empresas. Como algumas delas já cogitam manter um regime misto ou sequer cogitam retomar o trabalho presencial no futuro, é preciso ter máxima atenção com as condições de saúde e de segurança dos funcionários que estão em casa.

Segundo a legislação, cabe à empresa oferecer os meios ideais para que o empregado realize suas funções de forma apropriada. Para isso, algumas regras devem ser seguidas, conforme prevê a Norma Regulamentadora 17. É sobre essas questões que queremos conversar na matéria que postamos em nosso site.

Continue lendo

LTCAT: o que é e quem deve elaborar?

Se a empresa expõe o trabalhador a agentes de risco, cabe a ela propor ações para prevenir acidentes e doenças ocupacionais, além de garantir os direitos básicos dos funcionários. Entre as diversas providências que devem ser tomadas para proporcionar um ambiente de trabalho saudável, uma delas tem papel essencial junto à Previdência Social: a elaboração do Laudo Técnico das Condições Ambientais de Trabalho (LTCAT).

É esse documento que apresenta uma avaliação qualitativa e quantitativa dos riscos presentes no ambiente de trabalho. O laudo tem como único objetivo comprovar a efetiva exposição de um segurado aos agentes nocivos, informando à Previdência Social se o trabalhador tem direito ou não à aposentadoria especial, de acordo com o previsto no anexo IV do Decreto nº 3.048/99. Entenda melhor como isso funciona em nosso site.

Leia mais

Importância do psicólogo para a equipe de SST

Transtornos mentais e comportamentais são algumas das principais causas de afastamentos do trabalho no país e a pandemia de Covid-19 tem provocado um aumento dos casos de depressão, ansiedade e Síndrome de Burnout. Para lidar com essas situações – e diversas outras que envolvem a saúde mental dos funcionários –, a presença de um psicólogo ocupacional é fundamental.

Esse é o profissional responsável, por exemplo, por realizar a avaliação psicossocial – uma ferramenta que ajuda a analisar o controle emocional dos empregados e o poder que eles possuem para superar o estresse e momentos de crise. Mas não é só isso que o psicólogo ocupacional realiza. Veja mais detalhes em nosso site.

Continue lendo

COMPARTILHE

Rua dos Carijós, 150 – Cj. 1403 – Centro | Belo Horizonte/MG | CEP 30.120-060
contato@serconmed.com.br | (31) 3271-3267 | www.serconmed.com.br

Caso não queira mais receber nossos emails acesse esse link

Produzido por Prefácio