Notícias

 Fonoaudiologia
01/10/2019

Teste de Romberg: análise do equilíbrio corporal

Exame avalia empregados submetidos a trabalhos em altura ou com risco de queda


Para que os movimentos feitos durante a realização das atividades laborais sejam harmônicos e tragam um conforto físico e mental ao trabalhador, é preciso um bom equilíbrio corporal. Quando há uma perturbação desse estado, é comum a pessoa experimentar tonturas – que ocasionam percepções espaciais errôneas, alucinação de movimento e sensação de desorientação. Isso pode gerar quedas e acidentes graves, que devem ser prevenidos com a realização de testes para medir o equilíbrio, como o de Romberg.

Pacientes com tontura relatam uma série de sintomas que podem gerar situações inseguras, como dificuldade de concentração, lapsos de memória, fadiga, insônia e sonolência. Isso é perigoso porque, de acordo com o artigo Triagem otoneurológica em operários da construção civil que executam trabalho em altura, a queda por altura é o fator ocupacional que apresenta o maior risco de morte, representando aproximadamente 40% dos casos.

Os estudos na área do equilíbrio corporal têm como objetivo identificar quais são as causas dos desequilíbrios, de forma a prevenir quedas, entender as estratégias de manutenção da postura e a interação entre os sistemas sensoriais envolvidos na estabilidade. “A oscilação corporal está relacionada às correções que o corpo faz para manter a linha do centro de gravidade dentro da base de sustentação. Existe uma instabilidade constante do equilíbrio que pode ser explicada por meio da altura do centro de gravidade e pela presença de uma base de suporte relativamente pequena”, aponta o artigo Uma revisão sobre o centro de gravidade e equilíbrio corporal, publicado pela Revista Brasileira Ciência em Movimento, em 2009.

Por isso, recomenda-se a realização de uma triagem otoneurológica nos exames admissional e periódico dos funcionários submetidos a trabalhos em altura e com risco de queda, para prevenir que acidentes ocorram.

Avaliação otoneurológica

A triagem otoneurológica é o principal exame para prevenir acidentes causados por tonturas ou vertigens, pois avalia se o trabalhador possui algum distúrbio do equilíbrio corporal. São realizados três testes principais: avaliação de equilíbrio dinâmico, na qual é examinada a marcha; teste da coordenação motora, para avaliar a função cerebelar; e o teste de Romberg, que será detalhado mais à frente.

Se o fonoaudiólogo considerar o trabalhador apto, ele está autorizado a realizar suas atividades, desde que siga os procedimentos de segurança indicados. Caso seja detectada alguma alteração, a pessoa deve ser encaminhada para uma avaliação otoneurológica completa, com exames específicos para identificar o problema de saúde e propor o tratamento adequado.

Leia também: A importância da avaliação otoneurológica no trabalho em altura

Teste de Romberg

Um dos principais exames da avaliação otoneurológica é o teste de Romberg. Ele checa possíveis alterações no equilíbrio estático – quando o corpo está em pé, em repouso –, que possui ligação direta com a coluna dorsal da medula espinhal. Nele, o paciente é orientado a ficar em pé, com os braços juntos ao corpo. A princípio, os olhos devem ficar abertos, mas precisam ser fechados alguns segundos depois. Isso é feito para observar a diferença entre a oscilação com e sem o auxílio da visão.

São esperadas algumas oscilações, principalmente nas articulações e nos tornozelos e nos joelhos, mas quedas são preocupantes. Quando elas são laterais, há indícios de lesões labirínticas periféricas. Em outros tipos de quedas, como as para trás, há a possibilidade de lesões centrais.

Para ver como o teste é realizado na prática, assista à matéria feita pelo programa Bem-Estar.

Faça os exames na Sercon

Se você precisa que seus colaboradores façam a avaliação otoneurológica e o teste de Romberg, consulte a Sercon. Com quase 30 anos de mercado, temos as melhores soluções em Fonoaudiologia ocupacional. Nossa equipe está pronta para orientá-lo sobre os melhores caminhos, solicite um orçamento!

Mais Notícias

 Psicologia Ocupacional

12/01/2021
Os riscos do home office
Modalidade de trabalho a distância pode ocasionar problemas físicos e mentais que devem ser minimizados pelas empresas

 Eng. de Segurança do Trabalho

12/01/2021
O que esperar do eSocial simplificado?
Nova versão do sistema elimina exigências, diminui a quantidade de dados necessários e facilita o envio de informações a partir de 2021

 Medicina do Trabalho

12/01/2021
Alerta para segunda onda de Covid-19 no Brasil
Aumento de casos e de óbitos impõe necessidade de manter cuidados enquanto uma vacina definitiva não é aprovada

 Eng. de Segurança do Trabalho

12/01/2021
PGR: Como funciona o Programa de Gerenciamento de Riscos?
Atualização da NR 1 traz mudanças de impacto para as empresas, que devem ser observadas para evitar transtornos futuros