Notícias

 Ergonomia
27/07/2020

6 benefícios da ergonomia

Entre outros ganhos, estudo da ergonomia contribui para melhoria da produtividade, economia de recursos e redução do número de acidentes


Ao pensar na organização e nos layouts dos ambientes de trabalho, o principal ponto a se levar em consideração é o bem-estar e a qualidade de vida dos trabalhadores. Afinal, é ali que eles passarão a maior parte do dia. E estar em um local estruturado, que seja confortável e respeite os limites do corpo, traz benefícios diretos para a produtividade e para a saúde. É com isso que se preocupa a ergonomia.

De acordo com a definição da Ergonomics Research Society, a ergonomia é “o estudo do relacionamento entre o homem e o seu trabalho, equipamento e ambiente, e particularmente a aplicação dos conhecimentos de anatomia, fisiologia e psicologia na solução dos problemas surgidos desse relacionamento”. Ou seja, ela tem como objetivo adequar os espaços e as atividades às características, habilidades e limitações das pessoas, de modo a melhorar o desempenho e tornar o trabalho mais confortável e seguro.

Essa é uma prática antiga, que ganhou fôlego após a 2º Guerra Mundial. No artigo O estudo da ergonomia e seus benefícios no ambiente de trabalho: uma pesquisa bibliográfica, os pesquisadores apontam que os avanços bélicos durante o período de conflito foram todos realizados sem levar em consideração a adaptação dos soldados, o que ocasionou muitas mortes. A Ergonomics Research Society foi criada justamente para colocar em prática esses conhecimentos, de forma a levar as melhorias também para o ambiente de trabalho.

No Brasil, todo esse processo é regulamentado pela Norma Regulamentadora 17 (NR 17), que estabelece os parâmetros mínimos a serem seguidos pelas empresas para garantir o bem-estar dos funcionários. Para isso, a legislação determina que o empregador deve realizar a Análise Ergonômica do Trabalho (AET), que irá avaliar a adaptação das condições às características psicofisiológicas dos trabalhadores.

Leia também: Análise Ergonômica do Trabalho – o que é e quem deve fazer

Ginásticas laborais, intervalos nas atividades e adequação do mobiliário e dos processos são apenas algumas das ações que podem ser realizadas para melhorar o ambiente da empresa. E quando essas atividades são realizadas pensando no bem-estar coletivo, o ambiente se torna mais favorável para o trabalho.

Benefícios da ergonomia

Empresas e funcionários se beneficiam com a realização de ações voltadas para ergonomia, com reflexos na saúde, no bem-estar e até mesmo no bolso. Veja algumas dessas vantagens:

  1. Evita problemas de saúde

Movimentos repetitivos, erros no carregamento de cargas e posturas incorretas podem gerar diversos problemas osteomusculares, como dores crônicas na coluna lombar, nas mãos e nos joelhos. Além disso, uma má iluminação pode causar enxaquecas ou dificuldades na visão. Se bem feito, o trabalho de ergonomia ajuda a reduzir os números de afastamentos e de ausências.

  1. Melhora a produtividade

Com um ambiente mais favorável para o desenvolvimento das atividades, há um aumento da atenção ao que realmente importa e, consequentemente, uma diminuição dos erros. Além disso, ao valorizar o trabalho, a ergonomia estimula o processo criativo e a geração de valor para a empresa.

  1. Aumenta a disposição

Fazer a ginástica laboral ou alongamentos ao longo do dia estimula o movimento do corpo e evita o sedentarismo, a fadiga e o estresse. Há ganhos para a musculatura, tendões e articulações, prevenindo lesões, aumentando a força muscular e tornando o corpo mais resistente.

  1. Menor desperdício de recursos

Além de contribuir para a redução de erros e o aumento da produtividade, a maior atenção dedicada às tarefas alerta os funcionários para os recursos que estão sendo utilizados. Se o ambiente está adequado às necessidades, pouco precisa ser feito para melhorá-lo, garantindo uma maior economia de recursos.

  1. Passa uma imagem profissional aos clientes

Um ambiente adaptado às necessidades dos funcionários, naturalmente, colabora para uma imagem mais profissional, pelo fato de revelar uma preocupação com o bem-estar de todos. Isso é sempre visto com bons olhos por quem frequenta o espaço pela primeira vez.

  1. Redução dos acidentes de trabalho

A consequência de todos os benefícios listados acima é a diminuição dos acidentes na empresa. Há um maior foco nas atividades, as pessoas se mostram mais satisfeitas com o ambiente e as ações são executadas de acordo com os procedimentos. Ou seja, um ambiente ideal para evitar falhas e para garantir que, se elas ocorrerem, as consequências não serão tão graves.

Ergonomia é com a Sercon

Se a sua empresa precisa realizar a Análise Ergonômica do Trabalho, solicite um orçamento à Sercon. Com quase 30 anos de experiência no mercado, nossa equipe está pronta a oferecer as melhores soluções e orientar sobre como adaptar o ambiente para proporcionar maior bem-estar aos trabalhadores.

Mais Notícias

 Psicologia Ocupacional

12/01/2021
Os riscos do home office
Modalidade de trabalho a distância pode ocasionar problemas físicos e mentais que devem ser minimizados pelas empresas

 Eng. de Segurança do Trabalho

12/01/2021
O que esperar do eSocial simplificado?
Nova versão do sistema elimina exigências, diminui a quantidade de dados necessários e facilita o envio de informações a partir de 2021

 Medicina do Trabalho

12/01/2021
Alerta para segunda onda de Covid-19 no Brasil
Aumento de casos e de óbitos impõe necessidade de manter cuidados enquanto uma vacina definitiva não é aprovada

 Eng. de Segurança do Trabalho

12/01/2021
PGR: Como funciona o Programa de Gerenciamento de Riscos?
Atualização da NR 1 traz mudanças de impacto para as empresas, que devem ser observadas para evitar transtornos futuros