Notícias

 Fonoaudiologia
27/01/2017

Aproveite a folia sem descuidar da saúde auditiva

Especialista da SERCON orienta os foliões a curtirem o carnaval sem descuidar da saúde auditiva


Carnaval rima com festa e música alta. No entanto, o excesso de barulho pode provocar problemas auditivos irreversíveis. O ouvido humano suporta ruídos de até 85 decibéis por até oito horas. Já os equipamentos de som utilizados no carnaval podem passar de 120 decibéis e, nesse caso, a tolerância se reduz a menos de uma hora. A bateria de uma escola de samba, por exemplo, pode chegar a 130.

As consequências de uma exposição prolongada variam desde o zumbido até a perda auditiva definitiva. Para quem quer pular o carnaval com segurança, a fonoaudióloga da SERCON, Daiane Guimarães, dá as seguintes dicas:

  • Não fique muito próximo da fonte sonora – acima de dez metros de distância é o ideal;
  • Descanse em locais calmos a cada 20 minutos de música alta;
  • Utilize protetores auriculares – eles minimizam o impacto do barulho;
  • Caso note qualquer alteração na audição, pressão nos ouvidos ou zumbido, procure auxílio do otorrinolaringologista. Alguns sintomas desaparecem sozinhos, mas outros podem levar à perda auditiva irreversível;
  • Os mesmos cuidados valem para o carnaval de rua e para locais fechados, como quadras de escolas de samba ou clubes.

Mais Notícias

 Medicina do Trabalho

26/08/2021
Vacina contra a Covid-19 é obrigatória nas empresas?
Entenda a importância da vacinação e conheça as decisões acerca da obrigatoriedade

 Eng. de Segurança do Trabalho

26/08/2021
Entrada em vigor das novas normas regulamentadoras é adiada para 2022
Saiba quais foram incluídas no cronograma anunciado pelo governo federal

 Eng. de Segurança do Trabalho

26/08/2021
SST na mineração: obrigações das empresas
Como manter trabalhadores protegidos em um setor essencial para a economia brasileira

 Eng. de Segurança do Trabalho

26/08/2021
Limites de tolerância a ruídos no trabalho
O que a legislação diz sobre o tema e como as empresas podem se adequar