Notícias

 Medicina do Trabalho
23/10/2017

5 dicas para evitar a fadiga visual

Doença é típica dos tempos modernos e informatizados


Passar muito tempo em frente ao computador virou rotina para trabalhadores, estudantes e até mesmo para quem quer se divertir. Apesar dos benefícios que a tecnologia traz, também há um lado negativo nessa exposição tão frequente, principalmente para a saúde. Um desses malefícios é a fadiga visual.

Também chamada de síndrome do olho seco ou CVS (Computer Vision Syndrome – síndrome da visão do usuário de computador, em tradução livre), a doença afeta profissionais que trabalham em frente a telas de computadores por tempo prolongado, além daqueles que precisam ficar muito atentos a detalhes e questões visuais. Para quem atua em escritórios fechados, a chance é ainda maior de desenvolver a fadiga visual, pois esses ambientes costumam ter baixa umidade e iluminação inadequada.

Principais sintomas

Para identificar a fadiga visual, é preciso ficar atento a alguns sintomas que seu corpo apresenta após muito tempo em frente ao computador:

– Irritação, vermelhidão ou ressecamento dos olhos;
– Visão embaçada;
– Lacrimejar constante;
– Sensibilidade à luz;
– Peso nas pálpebras;
– Enxergar cores alteradas;
– Halos ao redor dos objetos;
– Exaustão corporal;
– Dores de cabeça, nuca ou costas.

Como prevenir a fadiga visual?

Pequenas mudanças no seu ambiente de trabalho e em casa já contribuem para aliviar os sintomas da fadiga visual. Confira algumas dicas simples para aplicar no seu dia a dia:

– Controle a iluminação do ambiente. Se puder escolher, prefira trabalhar sempre com luz natural. Abra bem as janelas e evite sentar-se em lugares que causem reflexos na tela do computador. Além disso, a luminosidade do monitor deve estar regulada em um nível próximo à do ambiente, de modo a não deixá-lo claro ou escuro demais.

– Adeque seu local de trabalho. É preciso estar a uma distância de 50 a 60 centímetros do monitor, mantendo-o sempre na altura dos olhos para facilitar a visão. Telas de LCD são as mais indicadas, pois possuem uma maior resolução e iluminação controlada. Sua mesa e cadeira também devem seguir as especificações, de forma a propiciar conforto e uma postura correta. Outro ponto de atenção é a presença de ventiladores e ares-condicionados, que podem ressecar seus olhos se estiverem com ventos muito intensos.

– Pisque. Pode parecer uma dica simples, mas durante o uso do computador, uma pessoa pisca de 10 a 30% menos do que em outras situações. O ato de piscar lubrifica o globo ocular e evita a secura e a irritação. Se possível, faça pausas ao longo do dia e lave os olhos para contribuir com esse processo de lubrificação. O uso de colírios deve ser feito apenas com orientação médica.

– Faça pausas na rotina. Como já dissemos anteriormente, ficar muito tempo em frente ao computador é um dos fatores que levam à fadiga visual. A cada 30 ou 40 minutos, tire os olhos da tela e descanse um pouco. Olhe para outros objetos, observe a paisagem à distância, dê uma volta pela empresa. Assim você consegue aliviar os impactos e voltar a trabalhar mais tranquilo.

– Fique atento aos óculos de grau. Se você tem algum problema de visão, como miopia, astigmatismo ou hipermetropia, informe-se sobre qual a lente mais recomendada para o seu caso. Muitas vezes elas precisarão de um tratamento antirreflexo ou fotocromático, mas essa decisão passa pelo seu oculista. Se você utiliza lentes de contato, a lubrificação deve ser redobrada, pois, nesse caso, os olhos estão mais sujeitos ao ressecamento.

Mais Notícias

 Medicina do Trabalho

26/08/2021
Vacina contra a Covid-19 é obrigatória nas empresas?
Entenda a importância da vacinação e conheça as decisões acerca da obrigatoriedade

 Eng. de Segurança do Trabalho

26/08/2021
Entrada em vigor das novas normas regulamentadoras é adiada para 2022
Saiba quais foram incluídas no cronograma anunciado pelo governo federal

 Eng. de Segurança do Trabalho

26/08/2021
SST na mineração: obrigações das empresas
Como manter trabalhadores protegidos em um setor essencial para a economia brasileira

 Eng. de Segurança do Trabalho

26/08/2021
Limites de tolerância a ruídos no trabalho
O que a legislação diz sobre o tema e como as empresas podem se adequar