Notícias

 Medicina do Trabalho
18/12/2018

Saúde do homem em foco

Novembro Azul amplia as discussões sobre câncer de próstata e mostra a importância dos cuidados básicos com a saúde


Há um estigma que faz com que os homens não procurem um médico para fazer exames preventivos. Um estudo feito Centro de Referência da Saúde do Homem, em 2012, revelou que 60% deles só vão a um especialista quando a doença está avançada e necessita de intervenção cirúrgica para ser tratada. Essa preocupação com a saúde masculina se tornou o grande mote do Novembro Azul, que começou como uma data para conscientização do câncer de próstata e, hoje, adquiriu novos significados.

Neste ano, a Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG) lançou uma série de materiais para serem compartilhados nas redes sociais que estimulam os cuidados com a saúde. Com a hastag #HomemQueSeCuida, o objetivo era mostrar que o homem deve se preocupar com a própria saúde de forma completa, pois muitas doenças podem ser evitadas por meio da prevenção contínua. Dentre os materiais, há menções sobre o autoexame nos testículos e a importância de uma dieta balanceada e da utilização de preservativos em qualquer relação sexual.

A SES-MG também destacou a necessidade de se observar as diferentes expressões da masculinidade – respeitando a diversidade de gênero, orientação sexual, etnia, cultura e religião –, para que os homens possam manter sua integridade física e mental. Além disso, no site feito para a campanha deste ano, há mais informações sobre a importância de cuidar da saúde, com dados sobre violência urbana e vida saudável.

Uma ação apresentada no site diz respeito ao Pré-Natal do Parceiro, que se propõe a “ser uma das principais ‘portas de entrada’ aos serviços ofertados pela Atenção Primária a esta população, ao enfatizar ações orientadas à prevenção, à promoção, ao autocuidado e à adoção de estilos de vida mais saudáveis”. Tudo isso contribui para aumentar a participação do pai na formação da criança, desde os primeiros momentos da gravidez até as etapas subsequentes do desenvolvimento infanto-juvenil.

Além de contribuir para a melhoria nas relações familiares, a participação no pré-natal também colabora para a manutenção da saúde do homem. É o que indica a terceira etapa da pesquisa Saúde do Homem, Paternidade e Cuidado, divulgada em novembro pelo Ministério da Saúde. Cerca de 70% dos pais ou cuidadores entrevistados participaram de consultas de pré-natal com suas parceiras e, desse total, 81% afirmaram que esse envolvimento os motivou a cuidar melhor da saúde. Ou seja, a paternidade é uma porta de entrada para a prevenção.

O maior perigo

Apesar das ações deste ano terem se voltado para os cuidados com a saúde em geral, o câncer de próstata segue como um dos tipos mais frequentes entre o público masculino e precisa ser discutido.

De acordo com a SES-MG, foram 1.348 óbitos por neoplasia da próstata em Minas Gerais no ano de 2017 – uma taxa de 12,99 óbitos a cada 100 mil homens. O Instituto Nacional do Câncer José Alencar Gomes da Silva (Inca) estima que, este ano, serão 6.730 novos casos de câncer de próstata só em Minas – taxa de incidência de 63,80 casos a cada 100 mil.

Para ajudar na prevenção, o Ministério da Saúde e o Inca fornecem uma série de materiais informativos. Nos sites, é possível baixar uma cartilha sobre o câncer de próstata e consultar a página dedicada ao assunto, com informações detalhadas sobre os fatores de risco, métodos de prevenção, sintomas e tratamento.

Mais Notícias

 Medicina do Trabalho

26/08/2021
Vacina contra a Covid-19 é obrigatória nas empresas?
Entenda a importância da vacinação e conheça as decisões acerca da obrigatoriedade

 Eng. de Segurança do Trabalho

26/08/2021
Entrada em vigor das novas normas regulamentadoras é adiada para 2022
Saiba quais foram incluídas no cronograma anunciado pelo governo federal

 Eng. de Segurança do Trabalho

26/08/2021
SST na mineração: obrigações das empresas
Como manter trabalhadores protegidos em um setor essencial para a economia brasileira

 Eng. de Segurança do Trabalho

26/08/2021
Limites de tolerância a ruídos no trabalho
O que a legislação diz sobre o tema e como as empresas podem se adequar