Notícias

 Medicina do Trabalho
01/08/2016

Contato que adoece: conheça causas da dermatite

Metais, cosméticos, resinas e componentes químicos podem causar irritação e alergia. Saiba como manter a saúde de seus empregados


Dermatite de contato é uma reação inflamatória na pele, causada pela exposição a um componente que cause alergia ou irritação. Os sintomas mais comuns são erupção cutânea, coceira, vermelhidão e descamação. Não é uma doença contagiosa ou que ofereça risco de vida, mas pode ser aguda (menos de seis semanas de duração) ou crônica (mais duradoura). Se a lesão aparecer no primeiro contato com o componente, trata-se de uma dermatite de contato por irritante primário. Se acontecer após exposições reincidentes, é uma dermatite de contato alérgica. Dentre as substâncias que podem causar tais alergias, destacam-se:

  • Plantas;
  • Níquel ou outros metais presentes em bijuterias, relógios e adornos de roupas ou calçados;
  • Medicamentos tópicos: antibióticos, anestésicos e antifúngicos;
  • Cosméticos: perfumes, shampoos, condicionadores, cremes hidratantes e esmaltes de unhas;
  • Roupas e tecidos sintéticos;
  • Detergentes e solventes;
  • Adesivos;
  • Resinas;
  • Aditivos da borracha;
  • Cimento, óleos, graxas e tinta de parede.

 

Dermatoses ocupacionais

Ocupações que envolvam exposição a substâncias químicas e agentes físicos e biológicos podem também desencadear dermatoses. Para controlar os fatores que desencadeiam a doença, deve-se proteger a pele do trabalhador contra agentes potencialmente irritantes ou alergênicos. A utilização de EPIs é recomendada quando a proteção coletiva não for possível. Vestimenta adequada, luvas, botas e máscaras são alguns dos equipamentos de segurança que podem evitar alergias e irritações. A limpeza e a ventilação do ambiente de trabalho também são fundamentais para a prevenção de dermatoses.

No tocante ao tratamento, a primeira etapa consiste em descobrir o agente causador da dermatite alérgica. Em muitos casos é recomendado o afastamento do trabalhador de sua função, a fim de evitar o contato com a substância que lhe causou a alergia. Medicamentos devem ser utilizados apenas com orientação médica.

Mais Notícias

 Medicina do Trabalho

26/08/2021
Vacina contra a Covid-19 é obrigatória nas empresas?
Entenda a importância da vacinação e conheça as decisões acerca da obrigatoriedade

 Eng. de Segurança do Trabalho

26/08/2021
Entrada em vigor das novas normas regulamentadoras é adiada para 2022
Saiba quais foram incluídas no cronograma anunciado pelo governo federal

 Eng. de Segurança do Trabalho

26/08/2021
SST na mineração: obrigações das empresas
Como manter trabalhadores protegidos em um setor essencial para a economia brasileira

 Eng. de Segurança do Trabalho

26/08/2021
Limites de tolerância a ruídos no trabalho
O que a legislação diz sobre o tema e como as empresas podem se adequar