Notícias

 Psicologia Ocupacional
03/12/2020

Importância das lideranças para as ações de SST

A disseminação de informações e a motivação da equipe são chave para um bom desempenho da empresa na prevenção de acidentes e doenças ocupacionais


Liderança é uma habilidade que os gestores devem desenvolver com maestria para influenciar, motivar e incentivar o desenvolvimento de suas equipes, para que tanto os resultados desejados pela organização como as expectativas pessoais de cada colaborador sejam alcançados. No entanto, gerir equipes requer mais que habilidades técnicas.

É essencial que um líder tenha inteligência emocional e saiba identificar lacunas e oportunidades dentro da organização. E quando falamos em Segurança e Saúde do Trabalho, isso não é diferente. Os gestores precisam ser figuras norteadoras da cultura empresarial para seus times, estimulando a participação e o engajamento dos colaboradores na percepção e controle dos riscos.

“A liderança em SST é proteger a saúde, a segurança e o bem-estar dos trabalhadores, de modo a reduzir os riscos e protegê-los e aos outros do dano ou doença decorrente das atividades de trabalho”, explica Graça Contente, mestre em Segurança do Trabalho, autora da dissertação Liderança na segurança e saúde do trabalho: contextualização nacional. A visão detalhada que o líder tem dos procedimentos e o alinhamento com os demais colegas são elementos primordiais para a promoção de um ambiente mais saudável para todos.

Criando uma cultura de SST

O fortalecimento da cultura de Segurança e Saúde do Trabalho está ligado ao desenvolvimento do colaborador em termos de informação, treinamento e motivação. Cabe aos líderes criarem meios para disseminar a mensagem entre todos os ambientes da empresa, tornando a cultura consolidada e única. Conheça algumas iniciativas que podem ser aplicadas no dia a dia das organizações e colabore para a atuação do líder no estabelecimento de uma boa cultura de SST.

Leia também: Afastamento por transtornos mentais preocupa as empresas

  1. Assegurar o cumprimento das normas

Desenvolver uma cultura organizacional voltada para a segurança requer líderes que saibam se comunicar com toda a equipe e gerenciar os trabalhos com base nos padrões estabelecidos. Como eles têm acesso a um panorama geral do funcionamento da empresa e das atividades de cada funcionário, devem verificar e identificar os riscos inerentes às funções desempenhadas, garantindo que os procedimentos sigam as normas de segurança internas e externas.

  1. Fomentar a participação do colaborador

A comunicação assertiva faz com que o líder ganhe ativos, tornando o colaborador aquele que identifica comportamentos inseguros e oportunidades de melhoria. Um bom líder dá autonomia para que os funcionários expressem suas opiniões quanto aos riscos, às ações e às normas de segurança, para criar um sentimento de equipe e de pertencimento. Isso só é possível com a divulgação constante das normas por meio de canais internos que reforcem a importância da participação de todos.

Leia também: Como manter o sentimento de pertencimento no home office

  1. Fornecer equipamentos de proteção adequados

Além de incentivar e exigir o uso, a empresa e a liderança devem fornecer Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) e de Proteção Coletiva (EPC) adequados e em boas condições para todos os colaboradores em atividades que requeiram o uso.

Treinamentos e capacitações sobre a forma correta de utilização e sobre a prevenção aos riscos também fazem parte das iniciativas às quais a liderança precisa estar atenta para criar uma cultura de Segurança e Saúde do Trabalho e garantir um ambiente livre de acidentes e doenças.

Invista em sua equipe com a Sercon

O incentivo à participação coletiva, o olhar atento à saúde de todos e uma comunicação assertiva e eficaz são os principais pilares para a construção da cultura de Segurança e Saúde do Trabalho. A Sercon presta consultoria em SST para que as empresas mantenham todos os líderes alinhados às expectativas da organização e de seus colaboradores. Além disso, possuímos um setor de psicologia organizacional para potencializar as ações de saúde mental e bem-estar, de modo a tornar o ambiente ocupacional mais saudável.

Mais Notícias

 Medicina do Trabalho

26/08/2021
Vacina contra a Covid-19 é obrigatória nas empresas?
Entenda a importância da vacinação e conheça as decisões acerca da obrigatoriedade

 Eng. de Segurança do Trabalho

26/08/2021
Entrada em vigor das novas normas regulamentadoras é adiada para 2022
Saiba quais foram incluídas no cronograma anunciado pelo governo federal

 Eng. de Segurança do Trabalho

26/08/2021
SST na mineração: obrigações das empresas
Como manter trabalhadores protegidos em um setor essencial para a economia brasileira

 Eng. de Segurança do Trabalho

26/08/2021
Limites de tolerância a ruídos no trabalho
O que a legislação diz sobre o tema e como as empresas podem se adequar