Notícias

 Medicina do Trabalho
30/09/2016

Rotina saudável pode ajudar a evitar câncer

Além de fatores hereditários, doença pode ser causada por maus hábitos e agentes ambientais; saiba como se prevenir


A alimentação, bons hábitos e uma rotina equilibrada são importantes aliados da manutenção da saúde. Isso também se aplica quando se trata de ajudar a evitar e minimizar as chances de ocorrência de doenças mais complexas e graves como o câncer. Câncer é uma nomenclatura aplicada a um conjunto de mais de 100 patologias, que têm em comum o crescimento desordenado – e maligno – de células que invadem os tecidos e os órgãos, podendo espalhar-se para outras áreas do corpo (metástase). As células cancerosas tendem a ser agressivas e incontroláveis, e esse comportamento forma tumores ou neoplasias malignos. A multiplicação lenta de células que se assemelham ao tecido original formam tumores benignos, que raramente apresentam risco de morte ao paciente.

Os diferentes tipos de câncer se relacionam aos tipos de células nas quais a doença se instala. No caso de tecidos epiteliais, como pele ou mucosas, trata-se de um carcinoma. Em tecidos conjuntivos, como ossos, músculos ou cartilagens, trata-se de um sarcoma. Leucemias são caracterizadas por anomalias nas células da medula óssea, que, aos poucos, substituem as células do sangue. Linfomas são os tumores malignos do sistema linfático e podem atingir qualquer glândula linfática. Já os tumores do sistema nervoso central acometem o cérebro e, geralmente, se originam nas células da glia, ou células gliais, que proporcionam suporte e nutrição aos neurônios. Os tipos de câncer também podem ser diferenciados pela velocidade de multiplicação das células e sua capacidade de invadir tecidos e órgãos vizinhos ou distantes no corpo, como é o caso das metástases.

Causas
Externas ou internas ao organismo, mas sempre inter-relacionadas, as causas do câncer são variadas. As causas externas são ligadas ao meio ambiente e aos hábitos dos indivíduos. Já as internas geralmente são geneticamente pré-determinadas e se relacionam ao modo como o organismo se defende de agressões externas. Estima-se que 80 a 90% das ocorrências de câncer estão ligadas a fatores ambientais. É sabido que o cigarro pode causar câncer de pulmão e que a exposição excessiva ao sol pode causar câncer de pele, por exemplo. Contudo, vários outros fatores, como componentes dos alimentos, ainda estão em estudo.

Os principais hábitos ligados ao surgimento de câncer são tabagismo, obesidade, sedentarismo, alcoolismo, exposição à radiação e consumo de medicamentos.

Fatores hereditários, familiares e étnicos raramente são os únicos responsáveis pelo surgimento de câncer, embora o fator genético exerça importante papel nos casos da doença. Câncer de mama, estômago e intestino são mais comuns em pessoas da mesma família, por exemplo. Contudo, é importante considerar que membros de uma família podem estar mais expostos aos mesmos agentes cancerosos. O ideal é manter uma alimentação saudável, praticar atividades físicas e evitar álcool, cigarro e exposição prolongada ao sol.

Mais Notícias

 Medicina do Trabalho

26/08/2021
Vacina contra a Covid-19 é obrigatória nas empresas?
Entenda a importância da vacinação e conheça as decisões acerca da obrigatoriedade

 Eng. de Segurança do Trabalho

26/08/2021
Entrada em vigor das novas normas regulamentadoras é adiada para 2022
Saiba quais foram incluídas no cronograma anunciado pelo governo federal

 Eng. de Segurança do Trabalho

26/08/2021
SST na mineração: obrigações das empresas
Como manter trabalhadores protegidos em um setor essencial para a economia brasileira

 Eng. de Segurança do Trabalho

26/08/2021
Limites de tolerância a ruídos no trabalho
O que a legislação diz sobre o tema e como as empresas podem se adequar